[Terra] Disputa sobre filtros na internet passa por teste na Europa

Enquanto os legisladores europeus debatem de que maneira garantir que o acesso à internet seja livre e igual para todos - a chamada "neutralidade da rede" -, não surpreende que haja legiões de lobistas tentando influenciar seu trabalho. Mas os enviados de grandes empresas que circulam pelos corredores de Bruxelas, na Bélgica, tentando apresentar seus argumentos em geral não representam as muitas empresas de telecomunicações e de internet da Europa, e sim companhias norte-americanas. A Europa se tornou a autoridade regulatória dominante no mundo da tecnologia. Por isso, empresas como AT&T e Verizon combatem companhias como Google e Yahoo a fim de determinar a forma das leis européias, na esperança de que as autoridades regulatórias norte-americanas sigam o exemplo definido pela Europa.

"As empresas dos Estados Unidos consideram que o resultado da disputa na Europa será essencial", disse Jeremie Zimmerman, lobista do "La Quadrature du Net", um grupo de defesa dos usuários de internet sediado em Paris. "Todos os envolvidos esperam conquistar vantagens aqui, de modo a que possam voltar aos Estados Unidos e tentar influenciar o resultado lá".

A neutralidade da rede, que a organização de Zimmerman defende, é uma proposta oferecida por alguns defensores da liberdade de expressão e por algumas companhias de internet; o princípio, se adotado, impediria que os operadores de redes empregassem recursos de filtragem do tráfego da internet. Os provedores de acesso à internet, de sua parte, declaram, no entanto, que algum sistema básico de administração de tráfego é necessário para equilibrar a demanda cada vez maior de banda que vem sendo gerada pela ascensão do uso de vídeo na internet e pela imensa procura aos sites mais populares.

http://tecnologia.terra.com.br/interna/0,,OI3624507-EI4802,00-Disputa+so...

Soutenez La Quadrature du Net!